Suspeitos do desaparecimento de cantor têm prisão temporária decretada

O segurança Charlys dos Anjos Bezerra, 38, e Mario Barros de Assunção, também segurança, 51,  tiveram suas prisões temporárias decretadas neste final de semana pelo juiz Manoel Atila de São Gabriel da Cachoeira (a 852 quilômetros a noroeste de Manaus). Eles são os principais suspeitos pelo desaparecimento do cantor Armando do Monte Lessa, 26, durante uma viagem quando saiu de Manaus em uma lancha fretada pelo pai e tinha como destino o município de São Gabriel da Cachoeira.

Segundo o documento, a dupla teve a prisão decretada por crime hediondo e o período de prisão pode ser prorrogado pelo mesmo período em caso de extrema e comprovada necessidade. Os suspeitos haviam sido presos no dia 31 de agosto, onde foram detidos no município de São Gabriel da Cachoeira. Testemunhas viram que a perícia encontrou muito sangue humano na lancha. Os celulares deles foram enviados à Manaus para perícia descobrir eventuais fotos.

O cantor está desaparecido há mais de 10 dias, e segundo a mãe, ele ia ajudar o pai onde realizava um evento em São Gabriel da Cachoeira. Neste sábado (3) as buscas foram atrasadas por conta de informações falsas que foram repassadas para a equipe de buscas. Os familiares alugaram pequenas embarcações e estavam no aguardo de informações para realizar buscas.

A polícia informa que as investigações em torno do caso seguirão para apurar as circunstâncias do desaparecimento e reforça que mais informações não podem ser repassadas para não atrapalhar os trabalhos policiais. As buscas pelo cantor Armando Lessa continuam no município.

Fonte: Amazonas Digital

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *