Retinoblastoma: saiba mais sobre o câncer nos olhos da filha de Tiago Leifert

Especialista em oncologia pediátrica alerta para sinais, diagnóstico e tratamento da doença

O câncer na retina ou retinoblastoma, é um tumor maligno originário das células da retina, que é a parte do olho responsável pela visão e pode afetar um ou ambos os olhos. A doença ocorre, geralmente, antes dos 5 anos de idade e, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o principal sintoma é um reflexo brilhante no olho doente.

“É parecido com o brilho que apresentam os olhos de um gato quando iluminados à noite. As crianças podem ainda ficar estrábicas (vesgas), ter dor e inchaço nos olhos ou perder a visão”, explica o INCA.

A oncologista pediátrica do Sistema Hapvida em Manaus, Paula Carvalho alerta sobre os sinais que a criança dá através dos olhares e como ocorre o tratamento da doença.

“Os principais sinais do retinoblastoma são o reflexo branco do olho em vez de vermelho quando faz foto com flash, estrabismo e ficar com a cabeça de lado para conseguir enxergar. Cerca de 35% dos casos do retinoblastoma tem origem genética, a criança tem mutação no gene supressor de tumor RB1. O tratamento visa preservar o olho o máximo possível. É feito com auxílio do oftalmologista que realiza laserterapia, crioterapia e associado com quimioterapia. Também pode ser necessário radioterapia. E, algumas vezes, enucleação (retirada) do globo ocular”, destaca.

Filha de Tiago Leifert

A pequena Lua, filha dos jornalistas Tiago Leifert e Daiana Garbin, está com retinoblastoma. Eles fizeram o comunicado nos últimos dias através de um vídeo publicado nas redes sociais. O casal informou que a menina já passa por tratamento há quatro meses, durante os quais ela fez quatro sessões de quimioterapia.

Leifert contou ainda que Lua está com o grau E da doença, que é o máximo, mas enxerga bem com o olho esquerdo. Já o direito precisa de mais cuidados durante o tratamento. Ainda segundo o apresentador, eles optaram por revelar o diagnóstico da filha para alertar famílias com crianças pequenas.

A esposa de Tiago informou que eles tiveram “sorte” de descobrir o câncer logo no início porque o jornalista percebeu um movimento irregular nos olhos da filha. “A Lua sempre enxergava tudo e a gente nunca imaginou que algo estivesse impedindo a visão dela. Só que o Tiago começou a perceber um movimento estranho no olhinho da Lua”, contou.

Sobre o Sistema Hapvida
Com mais de 7,4 milhões de clientes, o Sistema Hapvida hoje se posiciona como um dos maiores sistemas de saúde suplementar do Brasil presente em todas as regiões do país, gerando emprego e renda para a sociedade. Fazem parte do Sistema as operadoras do RN Saúde, Medical, Grupo São José Saúde, Grupo Promed, Premium Saúde, além da operadora Hapvida e da healthtech Maida. Atua com mais de 38 mil colaboradores diretos envolvidos na operação, mais de 15 mil médicos e mais de 15 mil dentistas. Os números superlativos mostram o sucesso de uma estratégia baseada na gestão direta da operação e nos constantes investimentos: atualmente são 49 hospitais, 203 clínicas médicas, 49 prontos atendimentos, 176 centros de diagnóstico por imagem e coleta laboratorial.

Leia mais:

Portal de telemedicina do Sistema Hapvida realiza mais de 150 mil teleconsultas de urgência em um mês

Endocrinologista do Hapvida explica como ocorre a doença de diabetes no organismo

Fevereiro Laranja: saiba quais são os sintomas iniciais da leucemia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *