Justiça determina multa de R$ 100 mil para Amazonas Energia, caso não restabeleça luz em Nova Olinda do Norte em até 48h

A cidade está há nove dias sem fornecimento dos serviços e moradores manifestaram pedindo o retorno.

A Comarca de Nova Olinda do Norte determinou que a concessionária Amazonas Energia e a Oliveira Energia e Geração, reestabeleçam a energia no município em até 48 horas, com multa de R$ 100 mil por dia, caso haja descumprimento. A cidade está há nove dias sem fornecimento dos serviços e moradores manifestaram pedindo o retorno.

De acordo com a decisão, a juíza Lina Marie Cabral leva em consideração que o serviço de fornecimento de energia elétrica tem sofrido constantes quedas e oscilações de energia há nove dias.

Com a demora e precariedade do serviço, a decisão é para garantir que “a população receba um serviço adequado as suas necessidades hodiernas”, disse parte do documento.

“Sendo assim, determino que a Requerida no prazo de 48 (quarenta e oito) horas, realize as adequações técnicas necessárias na linha de transmissão responsável pelo suprimento de energia elétrica no município de Nova Olinda do Norte, sob pena de multa no valor de R$ 100.000,00 (cem mil reais) por dia de descumprimento”, decidiu a juíza.

Em nota, a Amazonas Energia informa que que a situação de geração na área urbana já foi solucionada pelo produtor independente, e que o restabelecimento, principalmente, na área rural do município, na região do Rio Arariá, Vila do Abacaxi e adjacências, ainda está em andamento, conforme cronograma de segurança.

A concessionária ainda reforçou que a área é extensa e que as equipes estão em busca de encontrar a causa exata do problema.

*Com informações do G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *