Chefe de facção é preso suspeito de mandar matar barbeiro em Manaus

Ainda de acordo com a Polícia, ‘Cacate’ estava foragido desde março e tem envolvimento em vários homicídios em Manaus, sendo considerado de alta periculosidade. 

Ricardo Teixeira de Araújo, de 34 anos, conhecido como ‘Cacate’, foi preso em um barco no Rio Negro, na tarde desta terça-feira (02). Ele é apontado pela polícia como chefe de facção criminosa e é suspeito de ser o mandando do assassinato do barbeiro Jackson Moura Fernandes, morto no bairro Petrópolis, no dia 24 de dezembro de 2021.

Ainda de acordo com a Polícia, ‘Cacate’ estava foragido desde março e tem envolvimento em vários homicídios em Manaus, sendo considerado de alta periculosidade. 

Ricardo teria chamado Adriano e Iago Oliveira da Silva, que já foi preso, para matar Jackson pelo fato do homem não aceitar voltar para o mundo do crime. A vítima chegou a ser intimidada por Ricardo para voltar a vender drogas, mas recusou e acabou sendo assassinado na véspera de Natal do ano passado.

Fonte: Portal do Holanda

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *