Celular do diretor da Caixa encontrado morto na sede do banco passará por perícia

O departamento que Sérgio Ricardo comandava era responsável pelo recebimento de denúncias, inclusive as de assédios sexual e moral.

Considerado peça-chave nas investigações, o celular do diretor de Controles Internos e Integridade da Caixa Econômica Federal, Sérgio Ricardo Faustino Batista, encontrado morto na área externa do edifício-sede da instituição, no Distrito Federal, na última terça-feira (19), já está em posse da polícia para ser periciado.

Os técnicos vão acessar o conteúdo do aparelho, como as trocas de mensagens, e analisar se as denúncias contra Pedro Guimarães, ex-presidente da Caixa, têm relação com a morte de Batista, já que os dois tinham uma relação bem próxima.

O departamento que Sérgio Ricardo comandava era responsável pelo recebimento de denúncias, inclusive as de assédios sexual e moral.

A polícia suspeita que os dois podem ter trocado mensagens sobre as denúncias. O laudo da perícia deve ficar pronto em até 20 dias. Sérgio Ricardo estava na Caixa desde 1989.

*Com informação do Dol

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *