Candidatos do AM começam a registrar candidaturas e declarar bens

No Amazonas, até essa segunda-feira (08), apenas um, dos oito candidatos ao governo, já iniciou o processo.

Após a realização das convenções partidárias, candidatos que querem disputar as eleições deste ano têm até o dia 15 de agosto para registrar suas candidaturas. No Amazonas, até essa segunda-feira (08), apenas um, dos oito candidatos ao governo, já iniciou o processo.

No pedido de registro de candidatura deve ser informado o nome que vai constar na urna eletrônica, além da relação de bens, fotografia recente nas especificações da Resolução do TSE, certidões criminais e prova de alfabetização, entre outros dados disponibilizados no site do TSE.

Após as informações, os pedidos serão julgados até o dia 12 de setembro, ou seja, 20 dias antes do primeiro turno das eleições, que será em 2 de outubro.

Durante esse período, qualquer candidato, partido político, federação, coligação ou o Ministério Público pode impugnar o pedido de registro de candidatura em petição fundamentada. A impugnação exige representação processual.

Pedidos de registro

Conforme o portal de divulgação de contas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE-AM), o candidato ao governo do Amazonas, Eduardo Braga, (MDB) foi o único que já registrou a candidatura até o momento, assim como sua vice, Anne Moura (PT). Braga declarou bens em R$ 35,7 milhões. O pedido aguarda julgamento.

Para deputado federal, já foram apresentados 37 pedidos, entre estes, do deputado federal Silas Câmara (Republicanos), que declarou R$ 3,5 milhões em bens; o deputado federal Atila Lins (PSD) informou ter R$ 3,1 em bens, enquanto o ex-prefeito de Coari, Adail Pinheiro (Republicanos), que concorre ao cargo de deputado federal e apresentou bens avaliados em R$ 1,1 milhão.

Além destes, aparecem na lista os deputados federais Marcelo Ramos (PSD), com R$ 1,1 milhão em bens declarados, e Siney Leite (PSD), que declarou R$ 278 mil. Também iniciou o processo, o atual presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador David Reis (Avante), que declarou R$ 80 mil em bens. Todos aguardam julgamento.

Para deputado estadual, 74 pedidos já foram apresentados. Entre estes estão o da deputada estadual Mayara Pinheiro (Republicanos), que declarou R$ 1,8 milhão em bens; o empresário Wilson Périco (Avante), com R$ 5,1 milhões em bens declarados; do ex-deputado federal Gedeão Amorim (Avante) com R$ 1,4 milhão em bens declarados.

Também estão na lista, o deputado estadual Abdala Fraxe (Avante) com R$ 550 mil em bens declarados e o empresário e ex-vereador Ednailson Rozenha (PMB), que declarou R$ 500 mil em bens. Os pedidos também aguardam julgamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *