Câmeras de creche mostram bebê sozinho antes de ficar preso e morrer

A diretoria da unidade de ensino informou à família que cinco professores estavam monitorando a atividade, quando Enrico se afastou da turma, com cerca de 30 crianças, e os responsáveis não perceberam.

As câmeras de segurança do Centro Educacional Unificado (CEU) Meninos, no Sacomã, zona sul de São Paulo, mostraram Enrico Braga Souza, de 1 ano e 7 meses, andando sozinho pelo campo de futebol da creche, momentos antes de se enroscar na rede do gol e acabar morrendo.

O acidente ocorreu na tarde de quarta-feira (31). O menino estaria participando de uma atividade na área externa da creche. A diretoria da unidade de ensino informou à família que cinco professores estavam monitorando a atividade, quando Enrico se afastou da turma, com cerca de 30 crianças, e os responsáveis não perceberam.

Quem encontrou o menino foi uma das professoras, cerca de 11 minutos após ele ter ficado preso na rede, mas conforme relatado à investigação, o bebê não estava mais respirando. Enrico chegou a ser encaminhado para uma Unidade Básica de Saúde (UBS ) e depois deu entrada na Assistência Médica Ambulatorial (AMA) do Sacomã, mas não resistiu.

A Polícia Civil investiga se a morte do bebê foi homicídio culposo, quando não há intenção de matar. “Foram requisitados exames, perícias, aí nós vamos confrontar com o material que obtivemos para termos certeza do que realmente aconteceu e poder apontar o que, de fato, houve”, explicou o delegado Douglas Dias Torres, responsável pelo caso.

A família de Enrico afirmou ter dúvidas sobre a morte dele. Em entrevista à Record TV, Rodrigo Pereira, o tio do bebê, afirmou que a escola precisa se responsabilizar. “Houve negligência e irresponsabilidade”, disse.

Além das imagens da câmera de segurança que estão sendo analisadas, a polícia espera laudos que possam dar mais detalhes sobre o ocorrido que resultou na morte do garoto.

Fonte Amazonas Digital

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *