Câmara aprova urgência para proposta que garante acompanhante a mulheres em exames que exijam sedação

Câmara aprova urgência para proposta que garante acompanhante a mulheres em exames que exijam sedação

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou requerimento de urgência para votação do Projeto de Lei 2049/22, que torna obrigatória a presença de acompanhante na realização de exames ou procedimentos que utilizem de sedação ou anestesia em pacientes mulheres.

A proposta poderá ser incluída na Ordem do Dia do Plenário, mas ainda não há data para a votação do projeto.

Autor da proposta, o deputado Alex Manente (Cidadania-SP) afirmou que o acompanhante obrigatório vai proteger tanto o profissional quanto o paciente de possíveis desconfianças ou abusos. “Além disso, assegura que haverá testemunhas caso haja abuso ou assédio, resguardando a vítima, principalmente no caso de quadro induzido de inconsciência”, argumentou.

O deputado Marcel Van Hattem (Novo-RS), que presidia a sessão, afirmou que não haverá mais votações nesta quarta-feira.

Agência Câmara de Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *