Bolsonaro volta a criticar TSE e diz que Moraes luta contra sua reeleição

As declarações ocorreram durante uma entrevista nesta sexta-feira (26), à rádio Jovem Pan.

O presidente e candidato a reeleição, Jair Bolsonaro, voltou a criticar a Polícia Federal (PF), e o ministro Alexandre de Moraes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), sobre a investigação de suspeitos que supostamente estariam agindo para um golpe de Estado. Segundo Bolsonaro, o ministro estaria censurando e trabalhando contra sua campanha eleitoral. As declarações ocorreram durante uma entrevista nesta sexta-feira (26), à rádio Jovem Pan.

“Essa censura tem sido feita por um ministro do TSE, o Alexandre de Moraes. O objetivo dele, no meu entender, é prejudicar a minha campanha. Ele é parcial nas suas decisões dentro no Tribunal Superior Eleitoral”, afirmou Bolsonaro.

A operação da PF foi realizada na última terça-feira (23), após a revelação de um grupo de whatsapp onde empresários trocavam mensagens sobre um golpe de Estado, caso Bolsonaro não conseguisse se reelger. Após autorização do STF, a ação recolheu celulares, computadores e outros equipamentos com arquivos digitais em endereços ligados aos suspeitos.

“Esse ministro escala seu delegado da Polícia Federal e determina que faça isso ou aquilo. Quando o delegado, por ordem dele, pede a busca e apreensão, ele [Moraes] fala que é a Polícia Federal. Não é a Polícia Federal e ponto final. É ele que quer fazer isso. É uma interferência buscando atingir seus objetivos que, no meu entender, é o poder”, disse Bolsonaro.

Fonte: AM Digital

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *